FLÁVIO OTTONI PENIDO É NOMEADO DIRETOR-PRESIDENTE DO INSTITUTO BRASILEIRO DE MINERAÇÃO

O Conselho Diretor do Instituto Brasileiro de Mineração (IBRAM) aprovou a nomeação de Flávio
Ottoni Penido para assumir o cargo de diretor-presidente da Instituição, a partir de 19 de junho de 2019. Ele
substitui Walter Alvarenga, que respondia interinamente pelo cargo desde fevereiro de 2019. Alvarenga
desempenhará funções de Diretor de Relações Institucionais para o IBRAM.
Flávio Penido desempenhou funções em operação, planejamento, desenvolvimento e implantação
de projetos na Minerações Brasileiras Reunidas – MBR, onde trabalhou de 1972 a 1992, sendo diretor da
empresa.
Desde 1992 é Diretor Presidente da OPEN Brasil & Associates, empresa que participou ativamente
nos processos de consultoria, projetos e assessoria em fusões e aquisições no setor mineral.
Penido tem extensa experiência em processos de avaliação, negociação e due diligence de empresas
de mineração, tendo assumido posições de liderança em várias operações nos últimos anos.
O executivo é graduado em Engenharia de Minas pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
e possui diferentes cursos de extensão no Brasil e no exterior.
O novo diretor-presidente terá por missão conduzir a elaboração de uma nova estrutura para o
Instituto, com definição de novos objetivos e metas, estabelecidos em acordo com as orientações
estabelecidas pelo Conselho Diretor.
“Será uma oportunidade para desenvolver ações concretas voltadas a promover melhorias ao setor
mineral brasileiro. Precisamos atender as demandas dos nossos associados, conduzir a transformação da
mineração brasileira em acordo com o que a sociedade tem manifestado”, disse Flávio Ottoni Penido ao
tomar posse, logo após seu nome ter sido aprovado pelo Conselho Diretor.
Segundo o presidente do Conselho Diretor do Instituto, Wilson Brumer, “Flávio somará à equipe do
IBRAM sua experiência no setor e terá por desafio a implementação do Planejamento Estratégico aprovado
pelo Conselho, onde estão previstos a reformulação do estatuto da Entidade, a reestruturação do
organograma, a atração de novos associados, o reforço da equipe técnica, a dinamização da produção de
estudos relativos à mineração brasileira e o suporte aos associados. O setor precisa reestabelecer a conexão
com a sociedade e melhorar o relacionamento com os seus stakeholders”.
Sobre o IBRAM
O Instituto Brasileiro de Mineração (IBRAM), uma organização nacional privada e sem fins lucrativos,
representa as empresas e instituições que atuam no setor mineral em busca do estabelecimento de um
ambiente favorável aos negócios, à competitividade e ao desenvolvimento sustentável. Para fomentar a
inovação no setor, bem como a difusão das melhores práticas e tecnologias disponíveis no mercado, elabora
debates, eventos, estudos, pesquisas e estatísticas relativos à economia mineral, tributação, legislação,
tendências, riscos e oportunidades e outros temas associados às atividades desempenhadas pela indústria
mineraria.
Fundado em 10 de dezembro de 1976, o IBRAM construiu credibilidade nos cenários político,
econômico e social, em razão de sua atuação ética e experiência técnica. Com foco na promoção do
desenvolvimento sustentável e na difusão das melhores práticas de segurança e saúde ocupacional, o IBRAM
representa as principais empresas e instituições ligadas ao setor mineral.
Considerado o porta-voz da Mineração Brasileira, o Instituto reúne mais de 130 associados que,
direta ou indiretamente, fazem parte da atividade mineral brasileira. São mineradoras, entidades de classe
patronais, empresas de engenharia mineral, ambiental, de geologia, fabricantes de equipamentos, centros
de tecnologia, bancos de investimento, entre outros.
Divulgar e incrementar a capacidade tecnológica e de recursos humanos empregados na mineração
também são missões do Instituto. Além de defender a sustentabilidade, o respeito ao meio ambiente e aos
recursos hídricos, o IBRAM visa sempre à melhoria da qualidade de vida da sociedade, em particular, das
comunidades onde existe atividade minerária e das populações que estão mais próximas ou diretamente
relacionadas às minas.
Destaca-se, ainda, sua atuação junto a diferentes segmentos econômicos e atores públicos, como os
poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, tanto no plano federal como no estadual, Organizações Não
Governamentais (ONGs), entidades empresariais e de trabalhadores para fortalecer a confiança da
sociedade brasileira no trabalho realizado por profissionais e empresas mineradoras.
O IBRAM relaciona-se também com organismos e entidades no exterior. É associado ao ICMM
(International Council on Mining & Metals/Conselho Internacional de Mineração e Metais), com sede na
Inglaterra.
Fonte: Portal da Mineração
Data: 19/06/2019

Deixe um comentário

Visit Us On FacebookVisit Us On Instagram