EY LISTA OS 10 MAIORES RISCOS DA MINERAÇÃO EM 2018

O processo de transformação digital das empresas do setor de mineração e
metais é o grande risco a ser enfrentado em 2018, mostra o relatório 10 Principais Riscos
enfrentados em Mineração e Metais 2017-2018, divulgado nesta semana pela
consultoria EY
A consultoria diz que o processo de digitalização já apresenta impacto
significativo nas companhias do setor mineral, incluindo o uso de novas tecnologias para
apoiar os esforços de melhoria digital e margens. Uma pesquisa realizada pela EY com
mais de 700 representantes da indústria mostra que a maioria, cerca de 62%, deu
partida nesse processo, que envolve termos como blockchain, disrupção, inteligência
artificial, commodities do “Novo Mundo”, a disciplina Analítica e Internet das Coisas
(IoT).
Essas novas tecnologias estão sendo aplicadas na melhoria geral da
produtividade, no contato entre almoxarifados virtuais e manutenção de equipamentos,
no aprimoramento de vendas em tempo real e análise do comportamento do
consumidor, investimento em novas commodities para novas demandas, como é o caso
dos veículos elétricos.
“O relatório de riscos de negócios deste ano reflete claramente a melhora
do mercado, a volatilidade diminuiu em uma série de commodities, e os balanços estão
em melhor situação. Agora se trata de ficar à frente da concorrência, ganhar vantagem
competitiva e permanecendo na parte inferior da curva de custo é fundamental. A
gestão dos riscos ajudará empresas de mineração e metais a fazer isso “, disse Paul
Mitchell, líder de consultoria da EY Global Mining & Metals.
Mas a lista não traz somente a transformação digital. Nas quatro posições
seguintes vêm o retorno ao acionista, que precisa ser competitivo; riscos cibernéticos;
e um risco inédito, o das mercadorias do “Novo Mundo”.
O risco cibernético subiu para a posição número três como resultado do
aumento de transformação e convergência de tecnologia da informação (TI) e da
tecnologia operacional (OT), o que torna as empresas mais vulneráveis à contínua
atividade criminosa no setor.
A novidade do risco número quatro são as novas commodities, resultado da
disrupção em outros setores, devido ao maior foco na sustentabilidade, o que está
tendo um grande impacto nas commodities. O fim dos carros com motores a explosão irá afetar uma parte significativa da demanda por platina: quase metade da produção
global de platina é usada em conversores catalíticos para remover a poluição por diesel.
Outras commodities, como cobalto, lítio e níquel, serão beneficiadas pelo aumento da
demanda por baterias de grande capacidade.
A lista se completa com risco regulatório; otimização no uso do caixa; licença
social para operar; reposição de recursos minerais; acesso e otimização de energia e a
administração de joint venture.
Fonte: Notícias de Mineração
Data: 28/03/2018

Deixe um comentário

Visit Us On FacebookVisit Us On Instagram